Após críticas por réveillon, prefeito reavalia Carnaval em Chapada

Osmar Froner disse que monitorará índices até dia 20 para decidir sobre “Folia de Momo”

Após receber várias críticas pela realização das festividades de final de ano em Chapada dos Guimarães (65 km de Cuiabá), o prefeito Osmar Froner (MDB) reavalia a realização do Carnaval de 2022.  Chapada registrou um aumento de 340% no número de casos de Covid-19 após o período das festas de Réveillon.

Na última semana, o município registrava uma média de cinco casos da doença. Após as festividades, o número subiu para 22 casos.

Froner explicou que a festa foi organizada antes do Natal, quando os indicadores eram seguros. “Nós tomamos a decisão de promover os eventos de final de ano em Chapada bem antes do período natalino. Os nossos indicadores eram bastante seguros, o que nos levou a decidir pela realização dos eventos. Notamos que foi muito tranquila a participação das pessoas e passado isso, observamos que os índices no estado tiveram um aumento e Chapada não diferente de outros municípios. Teve um aumento, de cinco a sete casos para 22 casos”, disse o prefeito.

“É importante relatar que são casos bastante identificados em famílias, pessoas que tiveram duas doses contra a Covid, algumas com doses de reforço, algumas não foram ao show e nem saíram nas ruas, outras saíram nas ruas e foram ao show, algumas pessoas são evangélicas e estiveram no culto. Nós estamos refletindo, mas estamos em baixo risco, estamos monitorando o dia a dia e estamos com a UPA preparada para atendimento, temos atendido de 180 a 200 pessoas por dia, sendo que 70% é de síndrome respiratória da gripe que está se alastrando no país”, acrescentou.

Já em relação às festividades de Carnaval, o prefeito garantiu que o assunto ainda não foi discutido e afirmou que a Prefeitura deve analisar a situação e tomar uma decisão até o dia 20 de janeiro. “Em nenhum momento nós levamos a discussão o Carnaval, porque tínhamos indicadores suficientes para fazer o evento de final de ano. Agora estamos avaliando e até o dia 20 de janeiro estaremos analisando o que acontecendo na cidade e o que está acontecendo em Cuiabá para que a gente tome uma decisão. Também estamos em contato com alguns empresários, donos de bares e restaurantes, para analisarmos caso o nosso índice saia de baixo risco para médio ou alto risco, quais as medidas teremos que tomar”, comentou.

Por fim, Froner orientou que a população mantenha as medidas de biossegurança, como o uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social. “O que a nossa equipe de saúde tem orientado a população é a não se omitir do uso de máscara, do álcool em gel e do distanciamento tanto nas atividades econômicas em bares, lanchonetes e pousadas, quanto em nível de domicílio”, concluiu o prefeito.

Fonte: Folhamax