Wilson diz que ainda “quer entender” metodologia do Ibope

Candidato tucano à Prefeitura de Cuiabá é o mais rejeitado entre os eleitores; 18% dizem votar nele

O candidato a prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), questionou o método da pesquisa realizada pelo Instituto Ibobe, que apontou o índice de 54% de rejeição à sua candidatura.

De acordo com o tucano, ele ainda deseja entender o resultado, já que os percentuais de todos os candidatos somados ultrapassam os 100%.

A pesquisa foi divulgada nesta sexta-feira (2), pela TV Centro América.

Eu quero entender a pesquisa. Porque eu somei toda a rejeição e ela passou de 100%.

“A rejeição é natural. Sou candidato com maior visibilidade. Vamos trabalhar e vamos derrubá-la”, disse Wilson, na manhã desse sábado, em entrevista à Rádio Centro América.

“Eu quero entender a pesquisa. Porque eu somei toda a rejeição e ela passou de 100%. Deu 109%. Não entendi os números da pesquisa da TVCA e Rede Globo. Se somar os 54% com os outros dá mais de 100%”, afirmou Wilson, sorrindo.

Ainda conforme o levantamento, 2% dos eleitores declararam que poderiam votar em qualquer um dos candidatos. Enquanto 19% não souberam ou não quiseram responder.

De acordo com o instituto, os entrevistados puderam apontar mais de um candidato que não votariam de jeito nenhum. Por isso, a soma dos percentuais ultrapassou os 100%.

Intenção de votos

Wilson ainda avaliou como positivos os 18 pontos percentuais alcançados na pesquisa de intenção de votos na modalidade estimulada.

O tucano ficou atrás do Procurador Mauro (24%) e Emanuel Pinheiro (22%). Como a margem de erro da pesquisa foi de 4 pontos percentuais para mais ou para menos, Wilson ressaltou o empate técnico com os concorrentes.

“Até me surpreendo com esses números. Acreditava que em tão pouco tempo não teria um número tão bom quanto esse. Dentro da margem de erro, há um empate técnico. Estamos embolados ali”, declarou.

“Estou satisfeito com os 18%. Isso nos dá tranquilidade de que vamos chegar ao segundo turno”, completou.

O candidato analisou que estar com este índice de intenção de voto é positivo, já que foi o último dos candidatos a confirmar sua candidatura, além de não ter se preparado para a eleição.

Wilson disse ainda que a sua experiência em eleições à Prefeitura de Cuiabá lhe faz crer na chance de crescimento.

“Eu fui o último candidato a assumir a candidatura. Eu não era candidato. Somente no dia 5, último dia da convenção, fui chamado pelo meu grupo. Mais do que chamado, convocado e intimado”, declarou.

“Pela minha experiência, creio na possibilidade de crescimento. Participei de uma campanha em Cuiabá em 2004, quando cheguei a ficar 20 pontos no segundo turno atrás de meu adversário. Em 12 dias, nós viramos e vencemos a eleição com seis pontos. Eu conheço o eleitor cuiabano. Esses 18 pontos me dão uma folga”, disse.

A pesquisa

Foram ouvidas 602 pessoas, em Cuiabá, entre os dias 29 de agosto e 1º de setembro.

A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número nº MT-04797/2016.

Leia mais:

Em Cuiabá, Procurador tem 24%, Emanuel 22% e Wilson 18%

Fonte: MidiaNews

Leave a Comment